Bolo de Laranja da minha Infância




Fim-de-semana é sinónimo de família junta à mesa desde que me lembro. De estarmos todos envolvidos em conjunto a fazer um almoço mais especial, de irmos ao mercado escolher os melhores produtos locais, de tempo de qualidade juntos, a cozinhá-los, saboreá-los, em redor de uma mesa. A cozinha que une gerações e que é mesmo o coração da casa.

Desde pequena que me lembro de ver os meus pais e avós a cozinhar. O meu pai a fazer petiscos bons, a minha avó a fazer a famosa sopa lá fora ao lume, numa panela bem farrusca, a cozer a broa e o pão, e a minha mãe a fazer bolinhos. Damos valor ao que vem da terra, aos legumes, à fruta. Aos frangos criados em casa. À partilha entre vizinhos. E eu sempre presenciei isso na minha casa, na cozinha.
Lembro-me de querer sempre aprender mais, pegar na colher de pau e ajudar a minha mãe na tarefa dos bolinhos. Adorava ajudar! Por a mão na massa! E rapar a taça! Fazer bolinhos em miniatura para depois levar e brincar com os amigos e primos, e as bonecas, organizar lanches lá fora, e brincadeiras.

Quando a querida Catarina do "A Menina da Mamã" me convidou para a sua rubrica "Crescer com Sabores" comecei logo a pensar nestes momentos. Da minha infância. Dos bolinhos que cresceram comigo e fazem parte do caderno de receitas da família. Em altura de pomar cheio de laranjas, foi este o escolhido. O bolo de laranja de sempre, da minha infância. Fofinho, a lembrar o pão-de-ló, cheio de laranjas nossas, de fatias que deixam rastos de migalhas a lembrarem o doce da vida. 
Vejam o post aqui.




Bolo de Laranja da minha infância

5 ovos
1 chávena de açúcar
raspa de 2 laranjas
3/4 sumo de laranja
2 chávenas de farinha
1 colher (chá) de fermento


Preparação

Untar uma forma de chaminé e pré-aquecer o forno a 180ºC.
Numa taça colocar os ovos, o açúcar e a raspa e bater muito bem com a batedeira (uns 5 minutos) até obter um preparado volumoso e esbranquiçado.

Adicionar o sumo de laranja e mexer até incorporar.

Por fim adicionar a farinha com o fermento peneirados e envolver suavemente na massa, até ficar homogénea.

Colocar a massa na forma e levar ao forno até cozer (teste do palito).

Bom Apetite!



 


54 comentários:

  1. Bem saboroso, esse bolinho.
    Ficou com uma linda cor, Inês! Imagino o cheirinho...
    Servia-me agora de uma fatia e ficaria com um grande sorriso nos lábios!
    Fotos sempre lindas e com imenso bom gosto!
    Beijinhos

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Estes bolos e as memórias deles são o melhor da nossa infância.Tenho muitas parecidas com as que descreveste e que saudades....
    Haja um bolinho para nos levar lá nem que seja só por momentos!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  3. Que lindo está esse bolo, fantástico mesmo!

    ResponderEliminar
  4. Querida Gina,
    bom relembrar os momentos felizes da infância, as comidas
    são as que mais veem na cabeça, rsrs.
    Tomei gosto pela cozinha por causa da minha mãe, ela sempre adorou
    fazer quitutes. Tenho 6 irmãos comigo são 7, 3 mulheres e 4 homens, a
    mesa era enorme, agora aumentou mais ainda com os netos, e tenho ótimas
    recordações tbm.
    Amei teu bolo, ficou super fofinho, pão de ló é bem vindo sempre!

    Bjs ♥

    ResponderEliminar
  5. Para mim estas receitas com historia e despertam boas memorias são as melhores. Geralmente, são receitas simples e com poucos ingredientes, mas com tanto sabor e carga emocional. Adorei querida.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Adoro fazer estas receitas com tanto significado, o sabor desperta tantas memórias!
    Ficou lindo, perfeito para o chá!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. E ainda por cima é super fácil de fazer. Olha, no domingo, se vieres ao Porto, tens que me trazer uma fatia :p

    ResponderEliminar
  8. A minha familia tb tem como tradição reunir-se à mesa ao fim de semana e eu amo esses tempos.
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  9. É engraçado ver que quase todos nós temos tanta lembrança culinária associada a bons momentos, de partilha e união!
    Aqui está um belo fantástico que não precisa de gorduras para ser delicioso e bem vistoso! Adorei :)

    ResponderEliminar
  10. Em minha casa ao domingo também é dia de família, aqui é dia de brunch ;))
    bolo de laranja é o meu preferido, o teu ficou bem fofinho, como eu gosto!

    ResponderEliminar
  11. Ficou um bolo lindo e com sabor a laranja agrada-me e muito.
    Levava já uma fatia bem generosa para o lanche
    bj

    ResponderEliminar
  12. Olá Inês,

    um bolinho com uma cor tão linda, fofo e leve feito numa forma que foi durante muitos anos a única forma de bolos daqui de casa.
    Bolo de laranja, iogurte e mármore foram os primeiros que fiz sozinha e são tão boas as memórias que chegam quando penso neles.
    É bom reunir em volta da mesa a família ou aqueles que mais gostamos, são momentos de partilha e de alegria.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Também faço este bolinho, receita da minha mãe,corto um bocadinho no açúcar.
    O teu está lindo,ai se eu consegui-se tirar esta fatia :)
    Gosto de vir aqui ao teu cantinho, tenho feito algumas receitas e adoro acredita.

    Beijinhos
    Sónia

    ResponderEliminar
  14. Querida Inês,

    é tão bom quando juntamos a família à mesa, e melhor ainda quando partilhamos a confecção dos pratos.
    Eu também adoro juntar a família à mesa e ficar horas esquecidas a "debicar" e a conversar. :)
    Esse teu bolinho ficou perfeito para esses momentos. Ficou lindo e deve ter um sabor incrível pois a laranja é a minha fruta preferida.
    Vou levar a receita :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Hmmm, adoro! A minha mãe faz um muito parecido, com a diferença de que o rega no final com mais sumo de laranja, para ficar molhadinho!

    ResponderEliminar
  16. Inês,
    Há sabores e aromas carregados de recordações e sempre que os saboreamos elas estão presentes.
    Também tenho um bolo de laranja, receita da minha mãe que é super delicioso e este teu bolinho é mesmo parecido com o meu :)
    Ficou fofinho e com uma cor amarelinha que convida a provar essa fatia tentadora.
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  17. Adoro este tipo de bolo e este ficou com muito bom aspecto! Deve ser difícil comer só uma fatia :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Olá Inês: tão bons estes bolinhos que nos remetem para a infância e a sabores que sempre apreciamos. O bolo de laranja é um dos meus favoritos e este tem mesmo aquele aspeto caseiro e delicioso.
    bjn
    márcia

    ResponderEliminar
  19. Não posso dizer que seja o bolo da tia Rosa, mas anda lá perto (e se te encheu a infância, fico com um sorriso na cara)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Querida e doce Ginjinha que post tão ternurento e cheio de saudades felizes que fazem parte de nossas vidas. Tenho saudades de vários pratos que mamãe, vovó e eu fazíamos aos domingos todas reunidas na cozinha a preparar varias iguarias enquanto os homens ficavam a bater papo na sala ou varanda. Bolo de laranja é um clássico que não pode faltar em nossas cozinhas, tem sabor e aroma de aconchego e que nos remetem a infância feliz. Ficou lindíssimo seu bolo, com uma textura muito macia. Lindo, bela apresentação e participação. Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Gosto tanto dos fins-de-semana passados em família, à volta da mesa e de volta dos tachos :)
    E adoro estes bolos que nos lembram a infância! Ficou perfeito :)
    E ainda por cima não tem gordura!! Adorei!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  22. Olá Inês, adorei o bolinho, fez-me lembrar também um que a minha mãe faz, mas o dela é regado com sumo de laranja depois de desenformado, fica muito bom!
    O teu ficou num tom amarelinho tão lindo e fofo!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  23. Esses bolinhos que nos trazem tantas recordações são os mais especiais e que não nos importamos de revisitar vezes sem conta. Para mim um bolo simples assim, com sabores cítricos é sempre uma delícia e por norma reúne sempre consenso à mesa, ninguém lhe resiste :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Já o bolinho da minha avó é muito parecido a esse (de aspecto) e sabe sempre tão bem :) A receita também está bem guardadinha, pelo meio de livros e folhas espalhadas numa caixa. Só sei que tinha ido aí lanchar contigo de boa vontade Ginga ;) Sobrou alguma fatia? Beijinhos.

    ResponderEliminar
  25. Olá Inês!
    Que bom este bolinho, e nada como um bolinho delicioso para, ainda que por alguns segundos, nos fazer viajar até à infância. Também é o bolo de laranja, juntamente com o de iogurte que me lembro de ver em casa quando era criança. O cheiro era mágico e por mais vezes que tente fazer esses bolos, o cheiro, mesmo bom, jamais será igual. ;)
    Adorei o teu bolo, numa versão saudável, sem manteiga, mas com muito bom aspecto. ;)
    Um beijinho. ;)

    ResponderEliminar
  26. Um bolo perfeito Inês!
    Pela simplicidade, pelas recordações, pelo sabor, pelo aspecto absolutamente caseiro que adoro :)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  27. ai que aspecto delicioso!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  28. Que lindo o bolo, é reluzente como o sol :)
    Também tenho boas memórias de infância, todo sábado minha mãe fazia uma sobremesa diferente, às vezes eu e meu irmão ajudávamos a escolher vendo as fotos nos livros - veio daí meu gosto por fazer doces. No domingo meu pai fazia pizza no almoço, ele mesmo sovava e abria a massa. Sinto saudade dessa época...

    beijos e bom final de semana

    ResponderEliminar
  29. Bom dia Ginja,
    Sem dúvida a maioria das famílias reúne-se em volta de uma mesa de refeições, sendo que o bolo de laranja é uma constância nessas reuniões.
    Gosto muito desse bolo, possui delicioso aroma, sendo que o sabor é irresistível, embora seja de fácil preparação.
    Beijo
    Vânia

    ResponderEliminar
  30. Gosto tanto das fotos :-)
    O bolo també, claro, mas as fotos...

    ResponderEliminar
  31. Olá querida Ginja,
    como me revejo nas tuas palavras. Fins de semana em família, ao redor de uma mesa doce de histórias e sabores. Tenho tantas receitas de bolinhos antigas, como esta, simples e no entanto tão apetecíveis. São momentos aos quais queremos sempre voltar. Fatias destas, quero sempre saborear pela vida fora...

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  32. O clássico dos clássicos...e simplesmente lindo! Também me traz imensas recordações :)
    _____________________
    aculpaedasbolachas.com

    ResponderEliminar
  33. Bolinho de laranja como eu adoro este bolinho acompanhado com um chá......
    Faz me recordar coisas lindas da minha vida:)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  34. Minha querida,
    como é bom ler os teus textos!
    a parte de rapar os tachos é uma ajuda fundamental na cozinha! :) Eu pedia sempre à minha mãe para me deixar um bocadinho mais de massa para ter mais para rapar!
    E que lindo bolo para recordar a infância!
    Está tão bonito! E tão amarelinho :)
    Que bom que é poder contar com o que a terra nos dá! Em casa da minha avó paterna também é assim :) E são tão mais saborosas as nossas coisas :)
    Um beijinho querida!

    ResponderEliminar
  35. O bolinho está lindo!!!! Também tenho uma receita de bolo de laranja, receita da minha mãe, que é muito semelhante a esta e confesso que a considero a minha favorita.
    beijinhos
    aromas-com-amor.blogspot.com

    ResponderEliminar
  36. Revejo-me nas tuas palavras termos familiares e da valorização dos legumes/criações do campo :)
    Este era o bolo que a minha avó fazia todos os domingos (saudade daquele" bolinho)
    O bolo ficou lindo :)

    ResponderEliminar
  37. Tenho memórias tão semelhantes :)
    agr fiquei com saudades de ser menina de novo...
    estas receitas são as minhas preferidas, obrigado por partilhares connosco
    bj sara

    ResponderEliminar
  38. É mesmo o tipo de bolo que traz consigo recordações da infância e dos avós...
    Ficou lindo!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  39. Adoro bolos assim, fofinhos e deliciosos! Ao tempo que não faço bolo de laranja...
    Por acaso na minha família a gente não é muito de bolos, a única coisa que me lembro de a minha avó e mãe fazerem em conjunto são as rabanadas do Natal! (e a minha avó ficava mesmo orgulhosa delas, fazia com leite e anda sempre a dizer que são as melhores rabanadas que já comeu :P)

    ResponderEliminar
  40. Também há um bolo de laranja na minha infância. Fazia-se muitas vezes ao fim de semana. Até que um dia eu comecei a fazer o bolo e quando chegou o momento da laranja... não havia!
    Ainda hoje a minha me "goza" a respeito do bolo de laranja sem laranja :-)
    O teu ficou lindíssimo... Tenho que o fazer novamente ;-)
    Muitos beijinhos Ginja
    CláudiaV

    ResponderEliminar
  41. Bom dia, Inês!
    Bolinhos associados a estas boas memórias são dos melhores... com sabor a carinho e aconchego! delicioso!
    Bjs

    ResponderEliminar
  42. Olá! Acabei de descobrir o seu blog, e já li muitos dos seus posts! Tive de ficar seguidora! As suas receitas parecem deliciosas, e este bolinho de laranja a lembrar as boas tradições portuguesas conquistou-me! Um abraço, Manuela (blog Cem manias)

    ResponderEliminar
  43. Que giro eu tb me lembro da minha infância comer bolos com esse aspecto :) Adoro aquela crosta de fora hmmm agora fiquei com vontade de comer um bolinho, bem vou atacar na granola que é a única coisa que tenho aqui ao pé de mim :) beijos

    ResponderEliminar
  44. Olá Inês ! :)

    Também adoro bolo de laranja e também tenho um que me traz à memória os tempos da minha infância, pois era um bolo que a Mãe sempre preparava aos fins de semana ! :)
    O teu bolinho, de composição simples e deliciosa, apela a que nos sentemos à conversa enquanto o degustamos com uma chávena de chá quentinho na outra mão !
    Está lindo e com uma textura fantástica !

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  45. Olá :)

    Tão bonito o bolo e tão típico sem ser perfeito! A parte da troca entre os vizinhos é memorável, também tenho essas memórias e são das melhores, porque aqui já não tenho essa oportunidade!!

    Já me servia do bolo :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  46. Os teus bolinhos são sempre uma delícia....as fotos convidam a entrar e a servirmo-nos...
    Quem me dera poder tirar umas fatias...
    Também tenho bem vivos os sabores da minha infância...que saudades :)
    Bjinhooos

    ResponderEliminar
  47. Eu adoro bolo de laranja querida, pois foi sempre o que a minha mãe mais fez lá em casa. Era o de laranja e o de iogurte e esses são os bolos com que cresci enquanto salivava com os que via nas montras das pastelarias, eheheeh!!
    Sabes que adoro coisas farruscas e sabes que te adoro e sabes que adoro o teu cantinho e as tuas fotos e os teus talheres farruscos e partidos...
    Beijinhos lindona,
    Lia.

    ResponderEliminar
  48. Ao ver as tuas imagens e ler esta receita senti logo o cheiro de um bolo de laranja acabado de fazer!! O típico bolo de laranja nunca falha e como tu dizes é talvez uma das melhores formas de recordar a infância :)

    R de Rita

    ResponderEliminar
  49. Que lindo bolo, querida! Ficou fantástico mesmo! Adoro ver as tuas fotos e ler os teus textos..!
    Obrigada pela ótima receita! :)
    Beijinhos** ;)

    ResponderEliminar
  50. Lindo bolo, uma dúvida :não leva margarina?

    ResponderEliminar