Sobremesa de Abóbora e Chocolate



Porque passa o tempo tão rápido? Cada vez mais rápido, quase não tenho a sensação de nada no meio dos dias que passam a correr. Passou o verão sem férias, chegou o outono e em breve já é natal. Parece que já vejo o fim ao ano. Um ano que passou depressa, mas demasiado sentido. Sinto-me tão confusa e perdida. De verdade. Lutei mais do que alguma vez lutei, e mesmo assim sinto que parte de mim se perdeu neste ano.

Não gosto desta sensação, de me perder. Tenho dificuldade em encontrar o eu, o eu mais feliz. O eu que sabe que vai ficar tudo bem e me acalma. Mas como chegar até esse lugar? Ando numa caminhada longa, em todos os sentidos. Corpo, mente e alma. Para que o lutar faça sentido e para que o eu se encontre. Por razões de saúde, tudo foi adiado e fiquei com a vida estagnada. Passei a viver um dia de cada vez. Talvez por isso pense mais em como me sinto, não só fisicamente, mas também emocionalmente. No que me faz mais feliz. No que quero para a minha vida.

E talvez por isso também, vivo mais o momento presente. Celebro as pequenas coisas. As pequenas vitórias e as pequenas conquistas. Tudo isso me parece mais importante. E as pessoas, família e amigos, quem tenho ao meu lado sempre, sem me julgar. É com essas pessoas que quero estar, enquanto percorro este caminho incerto e de descoberta pessoal. E quero sempre fazer mais do que me faz feliz, das coisas triviais. Caminhar à beira do mar, ler um livro novo ou antigo, fazer um lanche com os amigos, abraçar a minha gata e a minha avó, meditar e yoga, preparar uma sobremesa e fotografar, fotografar mais. Vou devagar e a sentir tudo pelo caminho. Até me encontrar.









Sobremesa de Abóbora e Chocolate
(receita do blog Floating Kitchen)

2 tâmaras medjool
1 chávena de puré de abóbora assada
1/2 chávena de iogurte grego natural
125 gr de chocolate negro derretido
1 colher (sopa) de cacau em pó
1/2 colher (chá) de canela em pó
1/4 colher (chá) de gengibre em pó 
1/2 colher (chá) de pasta de baunilha
pitada de noz moscada e cravinho
pitada de sal

Topping:
iogurte grego natural
bolachas de especiarias esmagadas (usei speculoos)
chocolate preto picado 


Preparação

Colocar os ingredientes todos num processador de alimentos e triturar até obter um creme homogéneo e sedoso (se as tâmaras estiverem mais duras, colocar em água quente a demolhar por 5 minutos, e usar depois descartando a água). 
Colocar o creme em dois copos maiores e gulosos ou em quatro porções mais pequenas. Cobrir as tacinhas ou copos com película aderente e levar ao frio.
Servir com umas colheradas de iogurte grego, cookies esmagadas e chocolate picado a gosto.

Nota: esta sobremesa é bastante leve e suave, adorei o contraste do creme leve com as texturas dos toppings. Não fica demasiado doce, o que a torna ainda melhor e nada enjoativa. É tão simples de fazer no processador, e ideal para quando temos sobras de puré de abóbora.

Bom Apetite!









9 comentários:

  1. É uma receita muito interessante! Fiquei curiosa com o sabor da mesma.
    Continuas a surpreender-nos com as tuas deliciosas receitas.

    um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Suas fotos são sempre inspiradoras, delicicadas e bem cuidada nos detalhes. Desejo que você se encontre em breve e refaça seus caminhos, ou invente outros, talvez. Te entendo bem, do lado de cá sinto-me perdida e vez ou outra me encontro...
    beijos!

    ResponderEliminar
  3. Olá! :)

    Ficou com um aspecto incrível, já vou daqui a salivar ahahah

    Beijinhos
    Arco-íris na Cozinha | Facebook | Instagram | Youtube | Zomato | Pinterest

    ResponderEliminar
  4. Também sinto que este ano me voou das mãos, e levou tanto de mim. Estourei os miolos e cansei-me até á exaustão com trabalho este ano, e dou por mim quase a termina-lo com uma sensação dúbia de profunda gratidão pelas coisas boas que alcancei mas ao mesmo tempo com uma sensação horrivel de não ter sido o suficiente, de nunca nada do que eu faço é o suficiente, e de que por mais que me esforce, lute, trabalhe, jamais conseguirei alcançar algo digno de se mostrar. Sensações dúbias, que me levam a perder tempo dentro da minha cabeça em busca de como fazer mais, de como melhorar, de como progredir, e me deixam de rastos. Mas tal como tu, celebro todas as pequenas vitórias e no meio deste deserto que deixo que me atinja de que é tudo em vão, de repente um pequeno nada deixa-me a dar pulos de alegria quase como se tivesse ganho um Nobel da literatura. A contrapartida é que um nada feito e dito com a pior das intenções me deita abaixo durante semanas, mesmo tendo eu consciência de que é desimportante no grand scheme of things. Esta sobremesa, em contrapartida, iria de certeza desanuviar-me os dias mais tempestuosos, por isso já a marquei para experimentar. Bolas, tem chocolate, tem abóbora, como é que eu podia não gostar???

    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que engraçado há uma semana atrás fiz umas panquecas de abóbora e disse ao namorado que como há mousse de chocolate feita com abacate e com batata doce, que devia ficar interessante com abóbora! A pensar que ia criar uma obra prima, afinal já foi criada, ahah! E tem bom aspecto, tenho que experimentar. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  6. Concordo contigo, o tempo voa e parece que não temos tempo para tudo o que nos faz bem. O ideal é viver um dia de cada vez, apreciar as coisas mais simples como referiste, que são as mais valiosas. Dedicarmo-nos ao que nos preenche a alma e agradecer cada benção e cada dia. E as respostas virão.
    Adorei a receita, ai que vontade de pegar num potinho e deliciar-me, fiquei curiosa com a combinação de sabores.
    Lindo como sempre ♥
    Bjinhoos

    ResponderEliminar
  7. que bom aspecto!
    Beijinhos,
    Su
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Oh Inês, como eu me revejo nas tuas palavras. Estamos em sintonia.
    Acredita que tudo se irá ajustar. Às vezes penso que estas coisas que temos de passar são para o nosso crescimento pessoal.
    Deixa que as coisas se desdobrem.

    Fotos sempre lindas.

    Um beijinho e um xi-coração apertadinho

    ResponderEliminar
  9. vou só comentar com uma frase: "há males que vêm por bem".

    ResponderEliminar